Para apurar contradições, PF vai ouvir novamente esta semana presos suspeitos de matar Dom e Bruno

Polícia Federal quer saber se presos só participaram da ocultação dos corpos ou também participaram dos assassinatos

Depois de identificar “inconsistências” dos relatos sobre a forma como os corpos foram ocultados e também nos detalhes sobre a execução do jornalista Dom Phillipis e do indigenista Bruno Pereira, a Polícia Federal (PF) decidiu ouvir novamente os presos investigados por suspeita de envolvimento no crime ocorrido na região do Vale do Javari, no Amazonas.

O superintendente da PF em Manaus, Eduardo Fontes, informou que os investigadores querem verificar se os presos mantêm ou mudam a versão já dada sobre o crime e se os participantes da ocultação dos corpos, participaram do assassinato também.

Para isso, serão ouvidos parentes de Amarildo da Costa, conhecido como “Pelado”, um filho dele e dois irmãos, que já foram presos.

Há elementos mostrando a conexão de Amarildo com “Colômbia”, o colombiano Rubens Dario da Silva Villar, que já foi preso em junho sob acusação de comandar uma quadrilha de pesca ilegal no Vale do Javari.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content