Mais de 9 mil doses foram aplicadas na primeiras horas do mutirão Vacina Amazonas

Mutirão acontece nesta sexta-feira (17/09), até as 19h, e no sábado (18/09), das 9h às 18h

Nas primeiras quatro horas da 20ª edição do mutirão Vacina Amazonas, nesta sexta-feira (17/09), mais de 9 mil pessoas compareceram aos postos de vacinação para receber a dose do imunizante contra a Covid-19. Nesta edição,  além da aplicação da primeira e da segunda dose, estão sendo aplicadas a dose de reforço em idosos acima de 70 anos, idosos abrigados em unidades de longa permanência e imunossuprimidos, incluindo transplantados.

O Governo do Amazonas montou uma estrutura com 92 postos de vacinação em nove pontos estratégicos da capital e conta com o reforço de 1,4 mil servidores do Estado para atender a população que comparecer aos locais nos dois dias de mobilização.

Os nove pontos estarão disponíveis para a população até as 19h desta sexta-feira, e das 9h às 18h, no sábado (18/09).

“O mutirão desta vez está com um formato diferente, estamos distribuídos nas várias zonas da cidade, o que deixa a secretaria de saúde mais próxima e capilarizada na vacinação da população, reforçando que estamos ofertando a primeira e segunda dose e dose de reforço para quem possui acima de 70 anos que já tomou,  no intervalo de seis meses,  a partir da segunda dose”, destacou a secretária executiva adjunta de Políticas em Saúde da SES-AM, Nayara Maksoud.

Dose de reforço – A terceira dose ou dose de reforço é destinada a dois públicos-alvos: idosos acima de 70 anos, idosos de qualquer faixa etária abrigados em unidades de longa permanência e imunossuprimidos, incluindo transplantados.

Para receber a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 é necessário ter recebido a segunda dose ou dose única até o dia 31 de março.

O imunizante será da Pfizer e, para a aplicação da dose de reforço, será usada a mesma carteira de vacinação em que foram registradas a primeira e segunda doses. Os locais de vacinação também estão disponíveis para aplicação da primeira e segunda dose para qualquer público acima dos 18 anos.

A secretária Nayara Maksoud faz um alerta a população sobre a necessidade de manter a população imunizada contra a Covid-19. “É muito importante que a população não crie bolsões de não vacinados, porque os não vacinados podem colocar em risco todo o equilíbrio de número móvel de casos, que nós estamos conseguindo segurar no estado do Amazonas, isso fruto de muito trabalho e vacinação no braço no momento certo”, finaliza.

Locais de vacinação – Os postos de imunização estão distribuídos entre o Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho – Sambódromo de Manaus, que funciona exclusivamente na modalidade drive-thru nos dois dias; Policlínica João dos Santos Braga; Parque Municipal do Idoso; e as Escolas Estaduais Senador Evandro Carrera, Zilda Arns Neumann, Aristóteles Comte de Alencar, Waldocke Fricke, além das escolas estaduais de Tempo Integral, Maria Rodrigues Tapajós e Francisca Botinelly Cunha e Silva.

A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa/Manaus) também disponibiliza seis pontos estratégicos e postos de vacinação que incluem 31 unidades básicas de saúde, que podem ser conferidos no site Imuniza Manaus no endereço https://semsa.manaus.am.gov.br/noticia/locais-de-vacinacao-covid-19/.

Endereço das escolas que terão postos de vacinação no mutirão Vacina Amazonas:

• Escola Estadual Senador Evandro das Neves Carreira – Avenida da Felicidade, s/nº, Conjunto Viver Melhor, zona norte

• Ceti Zilda Arns Neumann – Rua Santa Marta, s/nº, Comunidade Jesus Me Deu, Colônia Terra Nova 4, zona norte

• Escola Estadual Aristóteles Comte de Alencar – Avenida Presidente Médici, 500, Coroado 3, zona leste

• Escola Estadual Waldock Fricke de Lyra – Rua Santa Helena, s/nº, Parque São Pedro, bairro Tarumã, zona norte

• Escola Estadual Maria Rodrigues Tapajós – Rua Goiânia, 701, Redenção, zona centro-oeste

• Escola Estadual de Tempo Integral Francisca Botinelly Cunha e Silva – Avenida Dom Pedro I, s/nº, Dom Pedro, zona oeste

FOTOS: Arthur Castro, Bruno Zanardo e Tácio Melo/Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content