Manaus registra maior número de armas de fogo retiradas de circulação desde 2016

Apreensão de armas de fogo é importante para a redução de crimes como roubos, furtos e até homicídios, explica comandante da Força Tática, da Policia Militar, major Igor Reis

Foto: Divulgação/SSP

Nos quatro primeiros meses deste ano, o número de armas de fogo retiradas de circulação em Manaus foi o maior para o período desde 2016. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (20/5) pelo diretor do Instituto de Criminalística do Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC-AM), Carlos Fernandes. Segundo ele, o setor de balística do instituto, aprendeu entre janeiro e abril deste ano, 790 armas, volume 5,8% maior que em igual período de 2019.

“Toda vez que uma arma é apreendida e encaminhada ao IC, ela é destinada a um setor específico para exame em armas de fogo, que é o setor de Balística Forense, onde a arma passa por várias etapas de exames. Entre elas, podemos destacar o exame de eficiência, em que são realizados os disparos e feita a verificação de que a arma realmente funciona”, explica o diretor do Instituto, Carlos Fernandes.

Depois de cair em 2017, o número de armas teve uma leve recuperação em 2018, subiu 0,5% e, depois, em 2019 mais 4,19%, chegando em 2020 com um crescimento no número de apreensões de quase 6%.

Mais da metade das armas apreendidas, o equivalente a 52% do total, são revólveres ou pistolas, segundo informações do IC. “A boa portabilidade e a facilidade de esconder junto às vestes, aliadas à eficiência dessas armas e à clandestinidade das mesmas, explicam porque devam ser as preferidas pela criminalidade. Logo, temos a grande quantidade nas apreensões”, avalia Fernandes.

O Instituto de Criminalística é o responsável por periciar o material apreendido nas ruas pelas Polícias Militar e Civil.

Redução de crimes

De acordo com o comandante da Força Tática da Policia Militar do Amazonas, major Igor Reis, a apreensão de armas de fogo é importante para a redução de outros crimes, como roubos, furtos e até homicídios.

“A retirada das armas de fogo das ruas em situação irregular é vista como de fundamental importância, justamente porque a arma na mão de um criminoso é uma ferramenta que tem um potencial altamente lesivo no cometimento de diversos crimes de ameaça e contra a vida. A Polícia Militar vê como prioridade a retirada da circulação desses armamentos para dar tranquilidade e uma segurança maior para a nossa população”, afirma o comandante.

Denúncias – Quem tiver informações sobre a ilegalidade no porte ou na posse de armas de fogo pode ligar sigilosamente para o 181, o Disque-Denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Em casos urgentes, a ligação também pode ser feita ao 190, da Polícia Militar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content