Teatro Amazonas recebe obras de modernização para facilitar acessibilidade de pessoas com deficiência

Espaço cultural ganha plataforma elétrica para cadeirantes, placas de identificação em braile e equipamentos tecnológicos

Um dos principais patrimônios históricos do estado, o Teatro Amazonas, recebe obras para instalação de plataforma elétrica, em substituição à rampa metálica para os cadeirantes e pessoas com dificuldade locomoção. A modernização do teatro, promovida pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, visa facilitar o acesso às pessoas com deficiência (PcDs) e criar um ambiente com a tecnologia mais indicada.

As rampas das frisas também serão trocadas por modelos mais modernos. Já os banheiros e camarins estão com placas de identificação em braile. A iniciativa conta com o apoio da Secretaria de Infraestrutura do Amazonas, da Assessoria de Inclusão e do Departamento de Patrimônio Histórico.

Segundo o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, as reformas favorecem e democratizam o acesso a um dos maiores atrativos culturais do Estado.

“O Teatro Amazonas é motivo de orgulho para os amazonenses e trazer essa plataforma elétrica, rampas mais adequadas e as placas de identificação, é uma maneira de ampliar e facilitar o acesso a todos. Nós temos esse compromisso de oferecer condições às pessoas com deficiência em nossos espaços”, ressaltou Apolo.

A diretora do Teatro Amazonas, Sigrid Cetraro, ressalta a preocupação com a inclusão por parte do Estado, que busca potencializar a acessibilidade com reformas pontuais e aquisições de equipamentos atualizados para atender os PcDs.

“Nós nos preocupamos com a inclusão de nossos visitantes e espectadores, por isso a plataforma elétrica que substitui a rampa mais íngreme facilita o acesso ao andar da plateia, para aqueles que não têm cadeira elétrica. Com a plataforma, todos poderão se locomover facilmente”, explica a diretora.

Demais recursos

 A assessora de acessibilidade da secretaria de cultura, Sheila Campos, acrescenta que, desde o ano passado, uma das mudanças favoráveis foi a utilização do recurso para a acessibilidade comunicacional de deficientes auditivos, por meio de tradução em Língua Brasileira de Sinais (Libras) com uso do tablet.

“Antes os vídeos eram transmitidos em um monitor que ficava na parte superior do palco, mas dificultava a visualização da linguagem de sinais e o espetáculo, simultaneamente. Agora, os deficientes auditivos recebem um tablet, que transmite a imagem do intérprete de libras, durante o espetáculo e, assim, ele pode se acomodar em qualquer local destinado ao público, no Teatro”, disse Sheila. 

Para os deficientes visuais, o espaço dispõe do recurso de audiodescrição, utilizado em todos os espetáculos promovidos no Teatro Amazonas. Nesse caso, o deficiente visual recebe um rádio com fone de ouvido, onde ele escuta as descrições necessárias ao entendimento do espetáculo na sua totalidade.

Visitação ao Teatro Amazonas – No ano passado, o espaço completou 126 anos de história. Além de espetáculos teatrais, música e dança, o Teatro Amazonas está aberto para visitação guiada de terça-feira a sábado, 9h às 17h, e aos domingos, 9h às 13h.

Para os deficientes visuais e auditivos, as visitas guiadas são agendadas pelos contatos (92) 98403-7373 / (92) 98411-0518

A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Para os amazonenses, o acesso é gratuito mediante comprovação da naturalidade.

Fotos: Arthur Castro (Secom) e Michael Dantas (Secretaria de Cultura e Economia Criativa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content