Governador do Amazonas diz que é preciso promover condições de sobrevivência dos povos da Amazônia

Wilson Lima esteve na capital federal para a posse do governador do Pará, Helder Barbalho, como presidente do Consórcio da Amazônia Legal

O governador do Amazonas, Wilson Lima, destacou sua preocupação com a proteção dos povos da floresta durante a posse do governador do Pará, Helder Barbalho, nesta quarta-feira (04/01), como presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal (CAL), em Brasília. A cerimônia teve a presença de governadores da região e dos ministros da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, que também é ex-presidente do Consórcio e ex-governador do Amapá; e das Cidades, Jader Filho.

“Hoje, todas as discussões em torno das questões ambientais passam pelo Consórcio da Amazônia, prova disso é quantidade de representantes das embaixadas, de organismos que foram parceiros, que continuam e continuarão sendo parceiros nessa nova etapa. Esse é um espaço em que a gente discute a questão do desenvolvimento regional, naturalmente, entendendo às questões ambientais, que é uma prioridade na Amazônia como um todo, mas sobretudo do desenvolvimento que promova condições básicas de sobrevivência para nossa população, e disso não podemos abrir mão”, destacou Wilson Lima.

Governador do Wilson Lima (E), governador do Pará, Helder Barbalho. e ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes (D)

Além do governador do Amazonas e de ministros do governo federal, participaram da posse do novo presidente do Consórcio, os governadores Clécio Vieira (Amapá) e Wanderlei Barbosa (Tocantins); representantes de governos estaduais; parceiros, como a Organização das Nações Unidas, representada pela coordenadora residente no Brasil, Silvia Rucks Del Bo; além de parlamentares municipais e estaduais.

Ao desejar sucesso para o novo gestor do Consórcio e colocar o Amazonas à disposição para colaborar no que for possível, Wilson Lima destacou que, nos últimos quatro anos, mesmo com os desafios de enfrentamento à pandemia de Covid-19, os governadores da Amazônia conseguiram avançar em assuntos importantes, dando personalidade jurídica para essa reunião e caminhando juntos com pautas comuns aos estados da região.

Helder Barbalho foi eleito, em meados de dezembro, para ficar à frente do Consórcio durante o ano de 2023. O governador paraense destacou que irá buscar fortalecer a bioeconomia como ferramenta estratégica para preservação da Amazônia e geração de empregos e desenvolvimento sustentável na região.

Consórcio da Amazônia

O Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal (CAL) é formado pelos nove estados amazônicos: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Os nove estados representados no Consórcio Amazônia Legal ocupam 59% do território brasileiro, com uma população de mais de 29,3 milhões de pessoas.

A missão do Consórcio é acelerar o desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal e ser referência global em articulação, estratégia e governança para transformar a Amazônia Legal em uma região competitiva, integrada e sustentável, até 2030.

Fotos: Diego Peres / Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content