Projeto de ensino à distancia do governo do Amazonas recebe o reconhecimento nacional na área da Educação

Centro de Mídias certificou mais de 10 mil alunos em 2022, nos 61 municípios do Estado, onde foram instalados câmeras e microfones para que os alunos tirem suas dúvidas com os professores, em tempo real

Em 2022, o Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam) celebrou 15 anos de inovação no ensino à distância com reconhecimento nacional. Uma das principais mudanças no Ensino Presencial Mediado por Tecnologia, foi a participação dos estudantes através de vídeo e áudio em tempo real. Antes, a interação era realizada somente pelo chat.

Nos 61 municípios, foram instalados câmeras e microfones para permitir que as dúvidas sejam tiradas, em tempo real, diretamente com os professores que estão no estúdio, em Manaus.

Em 2022, o Ensino Presencial Mediado por Tecnologia atendeu mais de 30 mil estudantes, em mais de 1.023 comunidades ribeirinhas, rurais e áreas remotas de todo o Amazonas. Neste ano, 9.296 alunos concluíram a 3ª série do Ensino Médio, e 522 estudantes concluíram o Ensino de Jovens e Adultos (EJA), por meio do Ensino Presencial Mediado por Tecnologia.

A diretora do Centro de Mídias, Wilmara Messa, explica que a expertise do Cemeam – pioneira no Ensino Mediado por Tecnologia – foi expandida durante a pandemia e isso foi essencial para que as atividades do Centro tivessem ainda mais destaque.

“Este ano, foi um ano muito promissor, tivemos muitas conquistas baseadas nas nossas atividades dos anos anteriores, onde nos tornamos parceiros em 13 estados que realizaram a transmissão dos nossos materiais”, destacou Messa.

Reconhecimento

O Prêmio Espírito Público – que reconhece iniciativas de todo o Brasil -, agraciou, na categoria “Educação”, o programa “Aula em Casa” e a modalidade Ensino Mediado por Tecnologia, da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, executados pelo Centro de Mídias.

A cerimônia de premiação aconteceu em novembro, no Rio de Janeiro e as equipes de ambos os projetos participaram presencialmente do evento.

“Ficamos com as marcas de segundo e terceiro lugar com dois projetos, então, fechamos o ano com saldo positivo e esperamos claro, que a gente possa oferecer muito mais, que em 2023 a gente possa ampliar cada vez mais os nossos projetos”, finaliza Wilmara.

Fotos: Drance Jézus | Euzivaldo Queiroz  |  Iranilson Valente/ Seduc-AM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content