Investimentos em educação melhoram desempenho dos alunos da rede municipal de ensino em Presidente Figueiredo

Durante a Mostra de Gestão, cada escola apresentou ações desenvolvidas no ambiente escolar, em especial as que têm impactado no desempenho educacional de cada aluno

Durante duas semanas, gestores, professores e alunos das escolas municipais de Presidente Figueiredo, compartilharam com a comunidade índices educacionais e projetos desenvolvidos durante o ano letivo.  Com o tema “Escola Pública como espaço criativo na promoção do ensino aprendizagem”, cada escola realizou sua Mostra de Gestão, com apresentações de danças, painéis, contação de histórias, feira de ciências e outras produções, elaboradas de forma colaborativas pelos estudantes de cada unidade.

No período de 21 de novembro a 2 de dezembro, as escolas da sede e zona rural do município, mostraram, principalmente, os avanços em relação às formações contínuas, programas e projetos que geram desenvolvimento educacional, como por exemplo, Tempo de Aprender, Programa de recomposição da aprendizagem, Projeto Aprender a Ver, Avança Figueiredo, Busca Ativa Escolar, Educação Conectada e tantos outros que foram implementados pela prefeitura,  contribuindo positivamente para alavancar a educação figueiredense.

“Vivenciamos momentos intensos de muitas trocas, leituras, dramatizações. Foi um momento de compartilhar as produções e todo o trabalho desenvolvido pelos alunos e professores, onde todos demonstraram empenho, dedicação e, principalmente, o compromisso da nossa gestão com a Educação, seja pelos investimentos que fizemos na melhoria da infraestrutura das escolas, com diversas reformas, ampliações e modernizações das escolas, bem como na distribuição de material didático, para professores e alunos, ou na capacitação contínua dos profissionais”, destaca a prefeita Patrícia Lopes.

A coordenadora pedagógica da Semed, Maria Rutiene Santarém Carneiro, explica que a mostra de gestão é uma prestação de contas à comunidade. Um momento de compartilhar com a comunidade, de modo envolvente e atrativo, o Painel da escola com os principais resultados dos projetos desenvolvidos ao longo do ano.

Rutiene Carneiro explica, ainda que esta foi a primeira mostra da gestão Patrícia Lopes e Anderson Leal, porque no ano passado, por conta da necessidade de isolamento social, em decorrência da segunda onda da covid-19, a programação não aconteceu.

“Essa mostra da escola é a socialização do nosso trabalho para os pais”, define a coordenadora, acrescentando que é nesse momento também que são apresentadas as metas para o próximo ano letivo.

A coordenadora pedagógica lembra que 2022 foi um ano de grandes conquistas para Educação de Presidente Figueiredo:

Tanto no âmbito municipal, com  mais de 70% das escolas da rede municipal reformadas, modernizadas e ampliadas, com todas as salas de aulas climatizadas, foram implantadas, na maioria dessas escolas, salas de Recursos, bibliotecas, laboratórios de informática, projetos de arte, cultura, ambientais, tudo para oferecer a alunos e professores, um ambiente confortável e favorável ao processo de ensino aprendizado”, afirma.

O secretário municipal de Educação, Rodolfo Moraes de Oliveira, destaca o trabalho de planejamento executado durante 2021 e, principalmente, o empenho da prefeita Patrícia Lopes e do vice-prefeito Anderson Leal, em busca de recursos junto ao governo estadual e de emendas parlamentares, na Câmara Municipal, na Assembleia e, até  no Congresso Nacional, para viabilizar projetos importantes para melhoria da qualidade do ensino disponibilizado nas escolas do município.

“A mostra de gestão deste ano, englobou o trabalho desenvolvido em 2021 e 2022, que renderam vários frutos, começando pelo o resultado do Ideb”, destaca.

Em 2021, o município de Presidente Figueiredo cresceu dois pontos percentuais na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), alcançando 2º lugar nas primeiras séries da Educação Básica, conta 5, e o 5º lugar, com nota 4,4 nas séries finais. Os dados das avaliações foram obtidos com base na proficiência dos estudantes de 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental em avaliações de Língua Portuguesa e Matemática.

O Ideb é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As metas estabelecidas pelo Ideb são diferenciadas para cada escola e rede de ensino, com o objetivo único de alcançar seis pontos até 2022, média correspondente ao sistema educacional dos países desenvolvidos.

Fotos: Paula Oliveira/Dircom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content