Em apoio às ações de saúde, Força Nacional de Segurança vai atuar em terra indígena no Pará

Atividades do Distrito Sanitário Especial Indígena Guamá-Tocantins, na Terra Indígena Parakanã, terão apoio da FNSP

Após solicitação do Ministério da Saúde, a Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) foi autorizada a apoiar nas atividades do Distrito Sanitário Especial Indígena Guamá-Tocantins, na Terra Indígena Parakanã, no Pará.

A portaria com a autorização, assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, está publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (16/08). 

A Terra Indígena Parakanã está localizada no munícipio de São Félix do Xingu. O Povo Parakanã, que se autodenomina Awaeté, está distribuído em 11 aldeias na região. Eles foram contatados pela primeira vez em março de 1971, durante a abertura da Rodovia Transamazônica, nas proximidades do rio Tocantins.

Os militares atuarão nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e na segurança das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, por 90 dias, a contar de hoje até 13 de novembro deste ano, diz a portaria.

O trabalho será realizado em articulação com os órgãos de segurança pública do Pará, sob a coordenação da Polícia Federal.

A definição do contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública, da Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, diz também o documento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content