Conhecido como grande tribuno, manauaras pedem volta de Arthur Neto ao Senado Federal

Dono de um discurso combativo em defesa da democracia, o candidato do PSDB ao Senado destacou que, se eleito, vai lutar para pôr fim ao chamado orçamento secreto

Em campanha para retornar ao Senado da República, onde já ocupou cadeira de 2002 a 2010, o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, segue cumprindo agenda de reuniões junto às comunidades da capital. “Respeito ao Amazonas e ao seu povo”, tem sido um dos temas abordados pelo pré-candidato junto as lideranças e moradores dos bairros que visita.

Durante a semana, no bairro da Compensa, zona Oeste da capital, ele foi recebido por mais de 400 pessoas, que pediram em coro a sua volta ao Senado Federal.

“Respeito ao Amazonas e ao seu povo”, esse foi o lema entoado por lideranças e moradores do bairro Compensa, zona Oeste, durante reunião realizada em uma casa de eventos na avenida Brasil. “Estamos nos aproximando da campanha em si e a gente percebe que nosso projeto ganha mais força a cada dia, percebe o desejo das pessoas por alguém que as represente de verdade”, disse Arthur.

Na sexta-feira, Arthur Virgílio Neto participou de reunião com moradores das zonas Norte, Leste e Sul da capital. Ele também fez um giro e recebeu o carinho dos moradores dos bairros Santa Etelvina, Monte das Oliveiras, Nova Cidade e Praça 14 de Janeiro. Esse último, local onde deu início à sua trajetória política com 45 anos de serviços prestados ao Amazonas e ao Brasil, tendo sido ministro no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, deputado federal, senador e três vezes prefeito de Manaus, capital da Amazônia.

Sempre acompanhado da pré-candidata a primeira suplente, Maria do Carmo Seffair; dos pré-candidatos a deputados estaduais Mário Barros e Conceição Sampaio; da presidente do PSDB Mulher-AM, Elisabeth Ribeiro; entre outras lideranças políticas e comunitárias, Arthur Neto apresentou algumas de suas principais metas, caso seja eleito senador no pleito deste ano.

“Podem ter certeza de que serei o primeiro a me pronunciar no plenário e vou dizer muito claramente que o Amazonas exige respeito, que não aceitaremos mais ataques à Zona Franca de Manaus, aos empregos dos amazonenses. Somos um Estado rico, que não merece que seu povo passe fome, aliás, somos donos de um potencial trilionário e que pode gerar prosperidade a todos os brasileiros, por meio da biodiversidade”, afirmou Virgílio.

Conhecido por um discurso combativo em defesa da democracia, Arthur destacou ainda que irá lutar para pôr fim ao chamado orçamento secreto. “Considero isso um ataque à moral e um desrespeito aos brasileiros. Não existe nada que um senador de respeito faça no exercício de seu mandato que tenha que ser secreto. Os recursos devem ter valor e destino certo, tudo no Portal da Transparência. No que depender de mim, isso vai acabar”, garantiu.

E quem esteve presente no encontro, gostou do que ouviu. “Esse é o nosso Arthur, que luta pelo Amazonas, pela Zona Franca. Não tem pessoa melhor para nos representar”, disse a moradora da Compensa, Elane Gomes. “A população está carente de alguém que lute com garra pelo nosso Estado. Quando se fala de Arthur, se fala de respeito e dignidade. Ele é nossa força”, completou Rosedalva Aquino, uma das organizadoras do encontro.

Fotos: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content