Saúde alerta sobre a baixa procura de vacinas e o preenchimento correto do cartão de vacinação, no Tocantins

No total, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferta gratuitamente 47 vacinas, para muitas doenças, a começar nos recém-nascidos, podendo se estender por toda a vida

A melhor maneira de prevenir contra diversas doenças é a vacinação. Por isso, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), tem intensificado as orientações e campanhas de vacinação, devido à baixa procura nas unidades de saúde. A Pasta alerta para a extrema importância de se manter a imunização em dia e ter o cartão de vacinação preenchido de forma correta.

A enfermeira que atua na Gerência Estadual de Imunização, Telma Regina Rodrigues Andrade, ressalta a importância de receber as vacinas e explica quais dados precisam estar descritos no cartão de vacinação. “A vacinação é muito importante para reduzir os indicadores de doenças imunopreveníveis. Lembrando que o cartão de vacina é o único documento necessário para registrar as doses de vacinas aplicadas, sendo intransferível e nominal. O cartão deve apresentar o nome do imunizante aplicado, a data da aplicação, lote, laboratório e assinatura do vacinador”, pontuou.

No total, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferta gratuitamente 47 vacinas, para muitas doenças, a começar nos recém-nascidos, podendo se estender por toda a vida.

“Tomar vacinas é a melhor maneira de se proteger de doenças graves, que podem levar até a morte. Graças à vacinação, no Brasil houve uma queda na incidência de doenças que costumavam matar milhares de pessoas, como a coqueluche, sarampo, rubéola e poliomielite. Além disso, precisamos enfatizar a febre amarela, que é uma doença endêmica aqui no Tocantins, que tem sua vacinação obrigatória. Por isso essa conscientização da população em manter o cartão de vacina atualizado, deve ser uma causa lembrada em todo nosso Estado”, enfatiza a médica da Gerência Estadual de Imunização, Marina Vieira de Freitas Campos.

Cabe ressaltar que o cartão de vacina é um documento que, além de comprovar imunidade, também é obrigatório em viagens nacionais e internacionais; para admissão em escolas, faculdades e até para contratações no mercado de trabalho. A emissão e a atualização do cartão de vacinação são de inteira responsabilidade das unidades municipais de Saúde.

Estatística

Dados da Gerência Estadual de Imunização apontam que o Tocantins apresentou de janeiro a dezembro de 2021, a seguinte cobertura das principais vacinas oferecidas pelo SUS: BCG 83,96%, Rotavírus 77,49%, Pentavalente 78,09%, Poliomielite 68,09%, Pneumocócica 10 Valente 82,38%, Meningocócica C 77,43%, Febre Amarela 67,80%, Tríplice Viral 78,36%, Hepatite A 77,43%, Influenza 77,29% e HPV meninas 50% e meninos 29%.

Bom exemplo

Os servidores do Hospital e Maternidade Irmã Rita, em Arapoema, atualizaram dia 08, os cartões de vacinação. A imunização da equipe multiprofissional contra influenza e com a tríplice viral foi feita em parceria com a Unidade Básica de Saúde, do município, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e Núcleo de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalhador (NASST) da unidade hospitalar. 

Fotos: Mariana Ferreira/Governo do Tocantins

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content