Deputado federal Pablo Oliva e empresários, são alvos de operação da Polícia Federal em Manaus

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, em endereços ligados ao parlamentar, nos condomínios de luxo Ephigênio Salles e Vila Rica, na zona Centro-Sul de Manaus.

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (15/5), a Operação Seronato, que investiga possíveis práticas de crimes como corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. O deputado federal Pablo Oliveira, presidente estadual PSL-AM e delegado licenciado da Polícia Federal (PF) está sob investigação. A mãe dele, Eda Maria Oliva Souza, teria sido favorecida nas obras de paisagismo do aeroporto internacional Eduardo Gomes, em Manaus.

A operação cumpriu seis mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz da 2ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Estado do Amazonas. De acordo com a PF, também são investigados dois familiares do deputado, dois empresários e uma ex-sócia de uma das empresas envolvidas. O nome dos outros investigados não foi divulgado. Esta é a fase ostensiva de dois Inquéritos Policiais instaurados em janeiro e maio de 2019.

Um dos locais onde os mandados foram cumpridos foi o condomínio Jardim Vila Rica, localizado na Avenida Efigênio Sales, zona Centro-sul, onde mora Eda Oliva Souza, mãe do delegado. Ela é ex-diretora presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam).

De acordo com nota divulgada pela superintendência da Polícia Federal no Amazonas, sobre a Operação Seronato, trata-se de investigação que apura “atos que envolvem a subcontratação, realizada por um consórcio de empresas que atuou na construção do Aeroporto Internacional de Manaus/AM”. O trabalho visa esclarecer se a empresa, registrada em nome da mãe do policial federal, foi favorecida para executar o paisagismo do aeroporto, por R$ 1,2 milhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content