Aeroportos de Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira recebem certificado operacional da Anac

A liberação dos aeroportos permite a operação de voos comerciais, sem limite de frequência, possibilitando redução das tarifas e a abertura de novas rotas no Amazonas

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) concedeu nesta sexta-feira (15/5), Certificado Operacional para os aeroportos de Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira, os primeiros aeródromos regionais do Amazonas a receber essa certificação da Agência. A certificação permite a operação de voos comerciais com a aeronave de modelo ATR 72, sem limite de frequência semanal de operação.

Além de permitir uma maior acessibilidade para a comunidade da região desses aeroportos, essa certificação representa um aumento da segurança das operações no aeroporto, pois foram realizadas adequações na infraestrutura e nos auxílios visuais no sistema de pistas, além da definição de procedimentos de segurança operacional.

“O processo para liberação da certificação foi árduo, pois o aeródromo possuía 96 inconformidades, mas com muita dedicação e persistência foi possível tornar este sonho em realidade. Tenho muito a agradecer aos senadores Eduardo Braga e Plínio Valério, além do ex-deputado federal Alfredo Nascimento, que muito contribuíram”, afirmou o prefeito de Eirunepé, Raylan Barroso.

O chefe do executivo fez questão de ressaltar a ajuda de Plínio, que é eirunepeense, com a articulação para a construção do novo terminal de passageiros da cidade, que deve ter suas obras iniciadas já no segundo semestre de 2020.

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) comemorou a liberação dos aeroportos de Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira. “Isso possibilita a redução das exorbitantes tarifas hoje cobradas e a abertura de novas rotas regionais. Novas liberações serão concedidas para o interior”, destacou o parlamentar.

Há, pelo menos, três anos, o senador Eduardo Braga reivindica sucessivamente melhorias nos aeródromos do Estado ao governo federal. Desde 2019, conseguiu abrir um canal diálogo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e as demais autoridades do setor, chegando a contribuir com o plano estratégico elaborado pelo Poder Executivo para modernização dos terminais.

Em fevereiro deste ano, Eduardo definiu com o então diretor-presidente da agência reguladora, Ricardo Botelho, um calendário de intervenções na estrutura dos aeroportos de 11 municípios. Além de Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira, estavam na lista Itacoatiara, Borba, Santa Isabel do Rio Negro, Barcelos, Coari, Manicoré, Lábrea, Humaitá e Carauari. “Para que tenhamos uma aviação mais segura, rápida, eficiente e mais barata para o Amazonas. Tudo isso pensando no homem e na mulher que vivem no interior e que precisam da aviação comercial, muitas vezes, para salvar vidas”, disse o senador na ocasião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content