Profissionais da saúde podem ter isenção da tarifa do transporte coletivo em Manaus

A proposta do parlamentar é de que a isenção da tarifa permaneça enquanto durar o estado de calamidade pública por conta da Covid-19.

Profissionais que atuam na área de saúde da capital amazonense poderão ser isentos de pagar a passagem de ônibus graças à iniciativa do vereador Fred Mota (Republicanos) que apresentou a Indicação 119/2020, aprovada na tarde da terça-feira (28/4), durante a sessão virtual da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

A proposta do parlamentar é de que a isenção da tarifa do transporte coletivo para os profissionais de saúde, permaneça enquanto durar o estado de calamidade pública por conta da Covid-19.

De acordo com a justificativa da Indicação, a medida é necessária, principalmente, porque os profissionais da área de saúde, que atual nas unidades estaduais, embora estejam com os salários atrasados continuam trabalhando no atendimento aos pacientes diagnosticados com o coronavírus.

Segundo Fred Mota, algumas cooperativas não pagam os salários dos funcionários, que para ir trabalhar, precisam pegar carona, se deslocar a pé até o local de trabalho ou pedindo dinheiro emprestado de familiares, amigos e até de vizinhos e pessoas desconhecidas.

“Hoje o enfermeiro, o auxiliar de enfermagem e o pessoal da limpeza não precisam só de aplausos quando alguém é curado. Eles também precisam se deslocar de suas casas até o local de trabalho. As cooperativas estão devendo esses profissionais. Eles não têm dinheiro para deixar o pão de cada dia para os seus filhos. Já me relataram que pedem para entrar no transporte coletivo pela porta da frente. Faço esse apelo para o senhor prefeito que dê essa gratuidade, enquanto durar a pandemia”, justifica Fred Motta.

Da redação, com informações da assessoria do parlamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content