Recadastramento de servidores deve reduzir folha de pagamento do governo do Estado em até 5%

Mais de 7,9 mil servidores, aposentados e pensionistas, nascidos em fevereiro terá até o dia 25 para se recadastrar

Pelos cálculos da Secretaria de Estado da Administração (Sead), por mês, o governo do Amazonas gasta em torno de R$ 400 milhões com a folha de pagamento dos servidores da ativa, aposentados e pensionistas. Uma despesa que deverá sofrer uma redução de até 5% quando estiver concluído o recadastramento, no final de dezembro.

De acordo com a titular da Sead, Inês Carolina Simonetti, a economia esperada é de R$ 12 milhões até R$ 20 milhões. “A estimativa é economizar entre 3% e 5% da folha de pagamento, uma vez que, além de atender às necessidades do eSocial (sistema do Governo Federal que unifica o envio de informações sobre trabalhadores), ele também vai encontrar possíveis distorções que existem nesse cadastro dos servidores”, afirma.

Nesta terça-feira começa a contar o prazo para recadastramento dos servidores, aposentados e pensionistas do Governo do Amazonas, nascido em fevereiro. Eles terão até o dia 25 de fevereiro para se recadastrar nas agências e postos de atendimento do Bradesco, em todo o território nacional e apresentar os documentos exigidos no Decreto nº 41.350, de 7 de outubro de 2019. Quem deixar de fazer o procedimento terá o salário ou benefício suspenso.

Em Manaus, o atendimento pode ser preferencialmente realizado na agência da Avenida Silva Ramos, no Centro, onde o banco montou uma estrutura com mais de 25 atendentes.

Em www.sead.am.gov.br/recadastramento-obrigatorio/, os ativos e inativos do Governo do Estado podem encontrar as listas de documentos que devem apresentar no momento do recadastramento. No endereço eletrônico, há a lista de documentos para servidores ativos, para dependentes, inativos, procuradores e representantes legais e estrangeiros.

Público – O recadastramento é coordenado pela Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead). “Neste mês, são 5.237 servidores ativos, 105 pensionistas hansenianos e nove pensionistas especiais”, destaca a secretária da Sead, Inês Carolina Simonetti.

“Em fevereiro, 2.690 segurados da Amazonprev precisam realizar o recadastramento. Na capital, no interior do estado do Amazonas, ou em qualquer local do território nacional, basta que o aposentado ou pensionista procure uma das agências do Bradesco para fazer o seu recadastramento, diminuindo assim a burocracia existente”, declara o presidente da Fundação Amazonprev, André Luiz Zogahib.

Neste ano, beneficiários da Amazonprev não necessitam ir à sede do órgão, no Centro, no mês de aniversário, pois o recadastramento no Bradesco passa a ser único. No caso dos beneficiários da Fundação, não é permitido o procedimento de atualização por meio de procuração. Os segurados em dificuldades de locomoção ou idade avançada podem agendar uma visita domiciliar por um dos números (92) 3627-3400, 3627-3401 ou 3627-3421, e solicitar o serviço. Para mais informações é possível ligar para o Fale Conosco da Amazonprev: (92) 3627-3424.

Reclamações – Em caso de reclamações, sugestões e elogios, servidores, aposentados e pensionistas podem entrar em contado pelo número (92) 99173-4001 (Ouvidoria do Governo do Amazonas). Para o número, é possível enviar mensagens via Whatsapp. O público do recadastramento também pode se manifestar por meio da Ouvidoria da Sead (92) 3182-2877.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content