Governo garante fardamento e material escolar para alunos da rede estadual de ensino

Governador Wilson Lima fez anúncio durante inauguração do Ceti em Presidente Figueiredo

O governador do Amazonas, Wilson Lima, inaugurou, nesta sexta-feira (07/02), o Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Maria Eva dos Santos, em Presidente Figueiredo (a 100 quilômetros de Manaus), com capacidade para 960 alunos. No município, o governador também anunciou que o Governo vai retomar a distribuição gratuita de fardamento e material escolar para alunos da rede estadual, além de obras no sistema viário da cidade.

De acordo com o governador, o fardamento será distribuído para todos os alunos da rede pública estadual, tanto da capital quanto do interior. Além do fardamento, os estudantes também vão receber kit escolar. Essa distribuição gratuita não era feita há cinco anos, no caso do fardamento escolar, e quatro anos, no caso do kit escolar.

Sobre o Ceti Maria Eva dos Santos, Wilson Lima, destacou que é a quarta unidade, nesse modelo, entregue pela atual gestão. “É uma unidade com infraestrutura melhor do que qualquer unidade da rede particular que a gente tem no estado do Amazonas, construída com objetivo de melhorar a qualidade do ensino oferecida no estado. Tem piscina semiolímpica, campo de futebol, quadra, biblioteca, laboratório de informática, e segunda-feira as aulas já começam aqui”, destacou o governador.

Para a estudante Jociele Duarte, de 18 anos, o Ceti é uma conquista e resolve o problema de superlotação das outras escolas estaduais da rede. “Eu acho que, além de bom, ele é super necessário, importantíssimo porque o nosso município apesar de ser pequeno tem uma grande população estudantil. Então abrange toda a população pelo fato do prédio ser amplo. Ele vai abranger bastante gente. Existiam prédios lotados, que não tinham onde colocar aluno, agora vai ter lugar de qualidade”, disse.

O Ceti de Presidente Figueiredo custou aos cofres do Estado R$ 21 milhões, recursos próprios, e vai atender 420 estudantes, distribuídos em 12 turmas de 1ª a 3ª série do Ensino Médio. A obra começou em 2014 e deveria ter sido entregue em 2016, mas foi paralisada em 2017 e retomada em ritmo lento em 2018. Durante todo o ano de 2019, a Secretaria de Educação trabalhou para finalizar a obra. A unidade atende todos os critérios de acessibilidade.

Para o professor Ataíde Gomes, que acompanhou o processo de construção do Ceti desde o inicio, destacou a importância da escola para a comunidade escolar do município. “Tem uma importância grandiosa para a sociedade. Tanto para os alunos, quanto para os professores. Esse era o anseio de toda a comunidade escolar. Então é uma escola de ensino médio, onde eu tenho certeza que a comunidade vai olhar com outra visão, onde os seus filhos vão receber uma educação de qualidade e no futuro ingressar numa faculdade que é o que todo mundo espera que aconteça”, afirmou.

Estrutura do Ceti – A nova unidade de ensino do Estado conta com 24 salas de aula, dois laboratórios de Ciências e um laboratório de Informática, uma biblioteca, um Espaço Google, cinco salas para administração, um consultório odontológico, uma sala para atendimento psicológico, uma enfermaria, uma sala de professores, uma sala de coordenação, um pátio coberto, uma cozinha ampla com vários balcões em aço inox e banheiros femininos e masculinos nos três pavimentos de corredor do Ceti, dentre outros espaços. Além disso, a unidade de ensino possui, também, uma ampla área dedicada à prática esportiva. Nela, estão dispostos: quadra poliesportiva, campo de futebol, piscina semiolímpica, vestiários e salas de dança, música, artes marciais, fanfarra e ginástica.

Sobre a patrona – A patrona da escola, Maria Eva dos Santos, exerceu a função de merendeira durante toda a sua vida profissional no município. Nasceu na cidade de Hortelã em Alagoas, no dia 28 de setembro de 1955. Tendo sido casada por 45 anos com Mariano Pádua dos Santos, com quem teve 19 filhos.

Filha de agricultora, chegou em Presidente Figueiredo no ano de 1985 e foi morar nas dependências da Agropecuária Jayoro, uma vez que esta veio para trabalhar no corte de cana-de-açúcar. Ingressou como servidora pública no Estado como auxiliar de serviços gerais no ano de 1990 e passou a exercer a função de merendeira posteriormente.

Ao longo de toda a sua vida profissional, Eva trabalhou na Escola Estadual Maria Calderaro, até o ano de 2016. Mesmo nunca tendo estudado, Maria Eva dos Santos é um exemplo de profissional que dedicou anos da sua vida a educação da rede pública estadual.

Infraestrutura urbana

Durante a inauguração, Wilson Lima anunciou que o Governo está preparando dois projetos de infraestrutura, um para o sistema viário do município e outro que deve melhorar a qualidade da estrada que liga Presidente Figueiredo a Balbina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content