Yamaha chega aos 35 anos com melhor desempenho entre os fabricantes de motocicletas no País

Primeira fabricante de motocicleta do país, a japonesa Yamaha Motores da Amazônia completa este ano, 50 anos de Brasil e 35 anos de instalação no Polo Industrial de Manaus. A empresa chega a essa idade com motivos de sobra para comemorar, fechou o ano de 2019 com crescimento de 17%, nas vendas no varejo, acima da média nacional, que ficou em torno de 14%.

Para o ano este ano, a Yamaha projeta crescimento de 4% nas vendas, impulsionado pelo novo modelo de scooter, XMax 250, lançado no Salão Duas Rodas em novembro de 2019, e que desde então vem recebendo grande volume de reservas. O novo modelo chegará às lojas a partir de abril deste ano.

Os dados foram divulgados na quinta-feira (23/01), pelo gerente de Relações Institucionais da empresa, Afonso Cagnino, quando recebeu a imprensa para uma visita técnica ao complexo industrial, localizado em Manaus, que abriga da produção de duas rodas e motor de popa, a de componentes e uma central de logística.

As vendas no atacado também registraram crescimento, 8,51% acima do desempenho de 2018. Foram vendidas 149.124 unidades, quase 13 mil unidades a mais que no ano de 2018.

A produção também cresceu. Em 2019 a Yamaha Motor fabricou 153.125 mil unidades no Polo Industrial de Manaus. O número é 0,91% maior que o registrado em 2018, quando o volume produzido foi de 151.744 mil, um aumento em 1.381 unidades.

De acordo com o diretor de relações institucionais da Yamaha, Hilário Kobayashi, exceto pelas exportações, que foram bastante prejudicadas pelo difícil momento econômico enfrentado pela Argentina, principal destino das vendas externas e teve uma queda de 74,89%, os números da empresa representam que o mercado vem gradualmente se adequando à nova realidade, com crescimento gradual e sustentado.

Segundo Kobayashi, a procura do consumidor por alternativas de mobilidade urbana, o bom desempenho e baixo consumo de combustível das motocicletas, além da redução das taxas de juros e de flexibilidade nas formas de pagamentos são fatores que aqueceram o mercado de duas rodas em 2019.

Preservação da ZFM

Durante o encontro com a imprensa, os dirigentes da Yamaha reforçaram o compromisso com o fortalecimento do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM). O gerente executivo da empresa, Anderson Chaves, garantiu que a preservação do modelo é uma das premissas da Yamaha Motor. “Queremos investir na região, desenvolver novos produtos e novas tecnologias, mas para isso, precisamos de segurança”, afirmou.
Dora Tupinambá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content