Amazonas se despede de Arlindo Júnior, o eterno Pop da Selva

O cantor e ex-levantador e apresentador do boi Caprichoso Arlindo Pedro da Silva Júnior, morreu por volta das 23h, de domingo, aos 51 anos, no hospital Samel, na cidade de Manaus, onde estava internado há dois dias. Arlindo Júnior, conhecido como ‘Pop da Selva’, também foi vereador da capital, por dois mandatos consecutivos, entre 2009 e 20016.

O corpo do artista está sendo velado no Centro de Convenções Vasco Vasques (CCVV), na Avenida Constantino Nery, bairro Flores, zona centro-sul da capital. O velório está aberto a todos e o sepultamento só deve ocorrer na terça-feira (31/12). Ainda não informação sobre o local do sepultamento.

Um dos maiores nomes da história do boi-bumbá no Amazonas, Arlindo Júnior vinha enfrentando uma dura batalha contra o câncer desde 2016. Descoberta inicialmente nos pulmões, a doença avançou para os ossos e também para o cérebro. Ele fazia acompanhamentos em São Paulo e Manaus.

Levantador de toadas e apresentador do Caprichoso, Arlindo Júnior dedicou mais de 30 anos da sua vida ao boi-bumbá. Ganhou o apelido, nos anos 90, de Pop da Selva, por inserir, nas toadas, elementos e instrumentos da música pop. Sucesso absoluto, ele era admirado tanto pelo lado azul quanto pelo vermelho do Amazonas.

Manifestações de pesar
Diversas autoridades divulgaram nota de pesar pela morte de Arlindo Júnior. A presidente da Empresa Amazonense de Turismo (Amazonastur), Roselene Medeiros, em nota de pesar divulgada ainda na noite de domingo, definiu Arlindo Junior como ícone do Festival de Parintins e da cultura popular amazonense.

Roselene Medeiros lembrou que Arlindo Júnior era um entusiasta do turismo amazonense e que junto da Amazonastur percorreu o mundo promovendo a cultura popular e os roteiros turísticos que atraem milhares de visitantes anualmente para Amazonas.

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Joelson Silva, se solidarizou com os familiares, amigos e fãs de Arlindo Jr neste momento de profunda dor, e reforçou votos de que a família encontre o conforto merecido.

Na nota, o presidente da CMM também relembrou a trajetória de Arlindo Jr. como vereador da capital e a homenagem prestada a ele, em 2017, quando recebeu a Medalha de Ouro Cidade de Manaus, a maior honraria prestada pela Casa Legislativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content