Feirantes arrecadam mais de R$ 40 mil com a primeira edição da feira ‘Nossa Terra’

Aproximadamente R$ 43 mil foram arrecadados na edição especial da Feira da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), do Governo do Amazonas, durante o lançamento do projeto “Nossa Terra”, realizado este sábado (21/12), no estacionamento da TV Band, no bairro Aleixo, zona centro-sul de Manaus. O valor, segundo a organização do evento, gerou uma média de lucro de R$ 1.064 para cada feirante.

De acordo com o presidente da ADS, Flávio Antony Filho, a expectativa é que outros eventos nos mesmos moldes sejam realizados a partir do ano que vem, fortalecendo, por meio da comercialização, a ponta da cadeia do setor primário, que é o escoamento.

“A ideia agora para nossos próximos eventos é de fazer algo ainda maior, com mais serviços do Governo, com a participação do Detran-AM (Departamento Estadual de Trânsito), Procon-AM (Programa de Proteção e Orientação ao Consumidor), Sejusc (Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania) e com coleta seletiva por meio de empresas parceiras, abrindo as portas da economia por meio da ADS”, declarou o presidente.

Ao todo, participaram 37 produtores rurais da ADS, com frutas, hortaliças e outros produtos regionais, e três da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), que venderam pescado a baixo custo, dentro da quinta edição do programa “Peixe no Prato”.

Produtores participantes


Antônia de Souza, de 55 anos, foi uma das produtoras presentes no evento. Ela, que há quase 20 anos trabalha com farinha e outros derivados da mandioca, além de participar desde a primeira feira da ADS, realizada em 2007 no Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), destaca a importância do apoio da agência em seu empreendimento.

“Eu moro no município de Rio Preto da Eva e lá eu também trabalhava numa feirinha, mas o lucro não era tão bom como aqui em Manaus. Hoje é bem melhor com a facilidade de poder vir para cá e vender meus produtos direto ao consumidor”, afirmou a produtora que trabalha com os filhos nas feiras da ADS realizadas em parceria com os shoppings Sumaúma e Ponta Negra.
Em parceria com as secretarias de Estado de Cultura e Economia Criativa e de Educação e Desporto, o evento também contou com um show musical da cantora Márcia Novo e com um aulão de Zumba pela parte da manhã.

‘Peixe no Prato’
O programa ofertou peixes frescos, pescados até um dia antes de serem levados para a feira, com preços diferenciados. Entre os produtos estava o tambaqui roelo, custando de R$ 15 a R$ 30 por unidade; o tambaqui curumim, com a promoção de três unidades por apenas R$ 5; e o pirarucu (ventrecha e filé), por R$ 12 o quilo.

“A gente procura aproximar o produtor do consumidor. Tiramos a figura do atravessador, damos o suporte e a logística para ele trazer o seu produto, que ele mesmo vende a preços acessíveis”, disse Leocy Cutrim, secretário de Pesca e Aquicultura da Sepror.

O programa movimentou, em sua quinta edição, um total de R$ 12 mil com a venda do pescado. “Eu vim conhecer e conferir os preços. O pirarucu, o tambaqui e as verduras também. Tudo bem em conta de verdade”, afirmou a dona de casa Raimunda Garcia de Souza, que ficou sabendo do evento pela internet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content